Madrugada & CIA
Programação Normal
Instituições federais de ensino em SJDR vão ser afetadas por corte de verba do MEC

O Ministério da Educação anunciou, no dia 30 de abril, que as Instituições Públicas de Ensino terão um bloqueio de cerca de 30% da verba prevista para o segundo semestre de 2019.

Esse anúncio veio após uma declaração do Ministro da Educação, Abraham Weintraub, de que a Universidade Federal da Bahia, a Universidade Federal Fluminense e a Universidade de Brasília teriam a verba bloqueada por estarem fazendo "balbúrdia". Horas após, o MEC estendeu o bloqueio a todas as instituições.

A decisão causou polêmica. Em entrevista à TV Globo, o secretário de educação superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Junior, disse que o corte foi feito porque o atual cenário econômico é diferente do apresentado nos outros anos.

Já a Deputada Margarida Salomão (PT-MG), coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Federais, classifica o corte como criminoso: “O bloqueio da verba das universidades é uma ameaça ao seu funcionamento. Nós estamos denunciando, combatendo e tentando reverter. Nós entendemos que é uma perda grande demais para o Brasil. É um crime, na verdade ”, disse em entrevista à Rádio Emboabas.

As instituições públicas de ensino de São João del-Rei vão ser impactadas com essa medida. A UFSJ anunciou que o corte na instituição será de 32% do orçamento, o que equivale a 17,4 milhões de reais.

O Reitor da UFSJ, Sérgio da Gama Cerqueira, destacou que o impacto recai principalmente nas despesas correntes da universidade e que esse corte coloca a instituição em situação complicada: “Nas rubricas que têm relação com o funcionamento da universidade - que nos permitem pagar a folha de terceirizados e conta de luz, telefone, aquelas despesas correntes - nós temos um corte de 40% em um orçamento que não era folgado”, afirmou.

Ele ainda destacou que o orçamento da UFSJ é, em termos nominais, constante e vinha sendo reduzido pela inflação: “Nós já tínhamos a previsão de que seria um ano difícil e com o corte, posso declarar que a universidade não tem como chegar ao final do ano com seus pagamentos em dia”.

O IF Sudeste MG, que possui campus em São João del-Rei, também será afetado. Segundo a instituição, o corte foi de 36,6%.

O Diretor Geral do Campus São João del-Rei, Ataualpa Luiz de Oliveira, explicou que o IF ainda está avaliando a situação: “Queremos identificar quais serão as medidas que nós adotaremos para minimizar o impacto no funcionamento da nossa instituição, primando para que possamos continuar funcionando da melhor maneira possível”, disse.

Nesta terça-feira (7), o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, participa de audiência na Comissão de Educação do Senado. O corte de verbas estará na pauta de discussões.  

Foto: Reprodução/ UFSJ

NO AR | 96,9 FM
NO AR | 92,7 FM