Madrugada & CIA
Programação Normal
Contingenciamento de verbas pode diminuir repasses da UFSJ para a Prefeitura

O Ministério da Educação anunciou, no último dia 30, que as instituições públicas de ensino terão cerca de 30% das verbas bloqueadas no segundo semestre de 2019. De acordo com entrevista dada pelo secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Júnior, à Rede Globo, o bloqueio foi feito de forma preventiva, devido ao cenário econômico do Brasil.

No entanto, o enxugamento das verbas destinadas às instituições federais, podem afetar a economia de São João Del Rei, já que a Universidade Federal de São del-Rei e o Campus do Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais, sofreram cortes de 32% e 36,6%, respectivamente.

Uma pesquisa de mestrado, realizada pelo mestre em Administração pública Vinicius Barros, mostra que no período de 2013 a 2017, os 3 campi da UFSJ (Santo Antônio, Dom Bosco e Tancredo Neves) geraram para a Prefeitura de São João del-Rei, uma receita de R$ 4 milhões.

Mas, agora, o cenário pode ser diferente, como explica o Mestre: “Nos últimos anos, vem diminuindo o gasto da universidade em relação às obras, pela consolidação do processo de ampliação dos prédios que começou com o Reuni, por exemplo, e também o Governo Federal vem diminuindo o orçamento. Então deve cair o valor que a UFSJ repassa”, afirmou.

A receita é gerada, principalmente, pelo Imposto Sobre Serviço (ISS) que a instituição paga para a Prefeitura em todos os serviços contratados, como faxineiras, vigias, motoristas e obras.

Além disso, a receita também é gerada nos demais municípios em que a UFSJ está presente. O campus do IF Sudeste também gera  receita sobre o ISS para a cidade.

O presidente do Sindicato do Comércio, Wainer Haddad, disse que os cortes também vão impactar diretamente na economia de São João del-Rei e que o ideal seria que as instituições não parassem suas atividades completamente.

No entanto, o reitor da UFSJ, Sérgio da Gama Cerqueira, disse que, diante do atual cenário, a instituição não conseguirá manter as atividades após o mês de setembro. O IF SJDR ainda não se posicionou quanto ao período em que consegue manter suas atividades.

Foto: Reprodução/ ASCOM UFSJ

NO AR | 96,9 FM
NO AR | 92,7 FM