Programação Normal
Experiência de Deus
Governo de Minas se pronuncia sobre a falta de medicamentos em SJDR

O acesso a serviços básicos de saúde, em São João del-Rei, está complicado para muita gente. O motivo é a falta de medicamentos nas Farmácias Populares. De acordo com listagem disponibilizada por uma das unidades, no centro, 29 tipos de remédios estão com os estoques zerados, dentre eles os tradicionais Diazepam, Dipirona, Amoxilina e Sulfato Ferroso e ainda as tiras para medição de glicemia.

Na última entrevista realizada com o Secretário Municipal de Saúde, José Marcos Ferreira de Andrade, foi afirmado que a falta de repasses de verba por parte do Governo do Estado era a raiz do problema: “Na área da saúde, não recebemos nenhum recurso do Estado. A UPA tem um ano e meio que não recebe nenhum centavo do Estado. Isso é o que dificulta a compra de material de enfermagem e medicamento, se você não tem recurso, não vai conseguir comprar”, afirmou.

Disse ainda que para reverter o quadro havia solicitado medicamentos com recurso municipal. “Todo o recurso do município está sendo usado para o pagamento dos funcionários e comprar alguma coisa de medicamento”, disse.

Sobre o não repasse de verba para o financiamento de itens básicos de saúde, o Governo do Estado de Minas Gerais alega à Rádio Emboabas que a gestão anterior deixou parcelas pendentes desde setembro de 2018.

Em nota, acrescentou que está trabalhando para mudar essa realidade e que a atual administração tem como um dos principais objetivos o equilíbrio das contas públicas.

O Governo do Estado também menciona que com os recursos federal e municipal, a cidade histórica poderia obter medicamentos através da ata de registro de preços. Esse é um tipo especial de licitação em que se contrata ou adquire produtos por concorrência. Isto é, o poder público compra pela empresa que oferece o melhor preço.

No sistema consta que a última vez que São João del-Rei participou da ata foi em fevereiro deste ano, quando ocorreu o primeiro ciclo de abastecimento. Nos meses de março e abril nada foi solicitado. Em relação às tiras para medição de glicemia, o pedido mais recente registrado foi no primeiro ciclo. A cidade foi autorizada a receber 32 mil tiras.

A equipe de Jornalismo da Rádio Emboabas entrou novamente em contato com a Secretaria de Saúde de São João del-Rei e aguarda retorno.

Foto: Reprodução/ Revista Fórum

NO AR | 96,9 FM
NO AR | 92,7 FM