As Quentinhas da 96
Tema da Semana
Em maio, SJDR registrou 353 casos prováveis de dengue, 11 de chinkunguya e 2 de zica

Os casos de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti não param de aumentar em São João del-Rei. Em 2019, a maior incidência das doenças aconteceu no último mês: quando a Secretaria de Saúde do município registrou 353 novos casos prováveis de dengue, 11 de chinkuguya e 2 para zica. Desses, 100 casos de dengue foram confirmados e 2 descartados.

No acumulado do ano, a cidade já confirmou 129 casos de dengue e 1 de chikunguya.  Outros 440 casos prováveis de dengue, 23 de chikunguya e 2 de zic são investigados.

Os dados alertam sobre a importância de se combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor das doenças. O coordenador do setor de endemias do município, José Ubirajara Júnior, explica como impedir a proliferação do vetor: “Tem que olhar a calha, a caixa d’água, se tem água nos ralinhos. Além do lixo que deve ser colocado na rua na data certa da coleta”.

Vale reforçar que de acordo com o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aeds agypt (LIRAa) de 2019, apenas 4% dos focos do foram encontrados em terreno baldio. Ou seja, 96% dos focos foram detectados em locais onde havia alguém responsável por cuidar do espaço.

Foto: Reprodução

NO AR | 96,9 FM
NO AR | 92,7 FM